cicloturismo

Roteiros de cicloturismo do Brasil

Vimos, recentemente, alguns dados sobre o cicloturismo no Brasil e dicas para quem pretende aderir à prática do cicloturismo, que tem como objetivo explorar novos lugares e paisagens utilizando a bicicleta como meio de transporte. Chegou a hora de eleger alguns bons roteiros de cicloturismo no Brasil e no mundo para quem está em busca de aventura sobre duas rodas.

Em pleno desenvolvimento, a prática do cicloturismo no Brasil é relativamente nova, e possui uma estrutura limitada; são poucas regiões no país que oferecem condições ideais de rotas e trilhas, atrativos naturais, culturais e recursos de hospedagem. Apesar disso, a prática já apresenta uma demanda crescente, seja através de agências e operadoras ou de maneira independente.

Cicloturismo no Brasil – Principais roteiros

Estrada Real

O percurso, que vai de Diamantina até Paraty, passa pelos estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro, totalizando 1.000 quilômetros. A dificuldade é alta, mas o roteiro completo pode ser “quebrado” em outros menores, tornando a viagem possível até mesmo para viajantes com menos experiência.

É importante preparar-se bem antes da viagem, com treinos constantes durante 45 dias antes da partida. Dentro deste planejamento, recomenda-se fazer dois treinos de longa duração aos finais de semana, simulando a carga e condições do terreno que serão enfrentadas no roteiro. Isso permite ao ciclista testar roupas e equipamentos, além de verificar o seu próprio rendimento.

roteiros de cicloturismo

Quase todo o roteiro da Estrada Real é composto por chão de terra, e os atrativos naturais misturam-se com as referências da época em que o percurso era via de transporte de ouro e diamantes para o litoral. Entre as atrações da natureza destacam-se a Cachoeira da Fumaça, em Carrancas; o Parque Nacional da Serra da Canastra e o Parque Nacional da Serra do Cipó, entre outros.

Dica: Conheça todos os trechos e trilhas do caminho da Estrada Real com o Instituto da Estrada Real.  

Caminho da Fé

O percurso conta com aproximadamente 550 km, saindo da cidade de Águas da Prata, até Aparecida, no interior do Estado de São Paulo. No trajeto de alta dificuldade o ciclista passa por muitas cidades, e tem contato com a natureza nos mais de 300 km que são percorridos na Serra da Mantiqueira. A vista do cume da Pedra do Baú, em São Bento do Sapucaí, é um dos pontos altos do roteiro. Hoje, o caminho possui novos pontos de saída, como a cidade de Sertãozinho e São Carlos. Ele foi inspirado no famoso caminho de Santiago de Compostela, na Espanha, e foi criado para oferecer estrutura de apoio aos peregrinos do Santuário Nacional de Aparecida.  

Dica: devido ao relevo acidentado, recomenda-se não pedalar entre São João da Boa Vista e Águas da Prata.

Caminho do Sol

Com objetivo semelhante ao Caminho da Fé, o Caminho do Sol também é uma rota de peregrinação inspirada no Caminho de Santiago, e localiza-se no Estado de São Paulo, entre as cidades de Santana de Parnaíba e Águas de São Pedro. O percurso possui aproximadamente 240 km e é feito, em média, em 4 dias. Ele desbrava centros urbanos das cidades por onde passa, além da área rural de fazendas históricas e muitas plantações. Ali está presente a história e cultura da época da colonização e fundação das vilas no interior de São Paulo, como Pirapora, Cabreúva, Itu e Salto. O Caminho do Sol conta com um roteiro fechado de saídas semanais e conta com pontos de apoio em pousadas, pequenos hotéis e residências que recebem os caminhantes em um gesto de solidariedade.

Estrada da Petrobrás

De dificuldade moderada, este percurso é curto e enxuto, podendo ser feito em um dia. A Estrada da Petrobras localiza-se a 115 km de São Paulo, na cidade de Salesópolis e serve de acesso para os veículos que fazem a manutenção do oleoduto que liga o porto de São Sebastião às refinarias de São Paulo.

roteiros-de-cicloturismo-estrada-da-petrobras

O trajeto inicia com 26 km de subida, sendo comumente envolvidos por cerração e garoa. O trecho final conta com uma descida de 10 km em meio a mata. Durante o percurso, o ciclista passa por cachoeiras, rios e muita vegetação entre subidas e descidas. Este roteiro, já conhecido entre os praticantes do universo off-road, atrai e agrada cada vez mais cicloturistas e tem se tornado um dos principais roteiros de cicloturismo no Brasil.

Rota do Descobrimento

Com percurso de 110 km e dificuldade moderada, a Rota do Descobrimento leva o cicloturista até a cidade de Porto Seguro, na Bahia, local de chegada dos portugueses no Brasil. A duração média da viagem é de 6 dias, passando por praias, falésias, rios, cachoeiras e coqueirais. O trajeto passa pelas cidades de Corumbau, Caraíva, Curuípe e Trancoso, famosas pelas praias selvagens de águas cristalinas. O roteiro ainda inclui passeios de barcos e escuna, além da culinária baiana que merece destaque por si só.

rota-do-descobrimento-de-bike

Agora que você já conhece alguns dos roteiros de cicloturismo mais famosos do Brasil, é hora de saber algumas dicas rápidas:

  • Antes de mais nada, opte por uma bicicleta que melhor se adapte ao tipo do terreno que será percorrido;
  • Faça uma revisão completa antes da viagem e certifique-se de que tudo está em perfeito estado. Aproveite para tomar algumas dicas sobre a mecânica da bike em geral, como freios e correntes, em caso de necessidade;
  • Tenha com você um odômetro ou ciclocomputador, acessório que regula as quantidades necessárias de água e alimento para completar o trecho desejado, e serve para assegurar e confirmar o caminho percorrido através de marcos identificados no mapa.
  • Procure conservar e lavar a bicicleta no final de cada dia de uso, repondo a lubrificação da corrente e câmbio.
  • Utilize fitas anti-furo, instaladas entre o pneu e a câmara com a função de evitar furos. É realmente eficaz.

Compartilhe conosco suas experiências em cicloturismo nos comentários abaixo! Para maiores informações, entre em contato com a Estação Floresta: (19) 3794-1047 ou (19) 99216-9544.